Mostra artística - 5 de junho no Grande Teatro Sesc Palladium

Oficinas e debates - 1, 2, 3 e 4 de junho

EBPD 2022-10.png
 

O I Encontro de Pole e Danças vai abrir o palco para danças que têm em comum a potência criativa, a autonomia, a força política e expressiva


A mostra artística é dia 5 de junho de 2022, no GRANDE TEATRO DO SESC PALLADIUM em Belo Horizonte/MG

 

As oficinas e debates serão realizadas nos dias 1, 2, 3 e 4 no Centro Cultural Padre Eustáquio, no Centro Cultural Alto Vera Cruz e no Studio A

EBPD2022-48.png

Esse é o tema que vai guiar o nosso primeiro encontro!

 

Queremos inspirar, criar, deslocar, transformar, provocar reflexões.

 

Sugerimos questionamentos e abrimos espaço para a livre criação:

Como superar estereótipos e padrões estéticos? 

É possível romper com a divisão binária entre homem e mulher?

Qual o lugar do feminino na contemporaneidade?

Como a dança pode provocar subjetividades, trazendo efeitos estéticos e políticos?

A arte pode despertar o corpo e sugerir novas formas de estar no mundo?

 

PROGRAMAÇÃO

mostra artística

EBPD2022-60.png
EBPD2022-56.png
EBPD2022-50.png
EBPD2022-49.png
EBPD2022-57.png
EBPD2022-58.png
EBPD2022-54.png
EBPD2022-55.png
EBPD2022-59.png
EBPD2022-53.png
EBPD2022-48.png
EBPD2022-51.png
EBPD2022-47.png
EBPD2022-52.png
EBPD2022-60.png

oficinas gratuitas

EBPD2022-80.png
EBPD2022-84.png
EBPD2022-81.png
EBPD2022-83.png
EBPD2022-79.png
EBPD2022-82.png
EBPD2022-78.png
EBPD2022-77.png

debates

“O corpo e a dança como ferramentas de resistência no

contexto atual e a arte como ofício: suas agruras e delícias”
 

com Letícia Andrade, Dudude Herrmann, Wilson de Avellar 

02 de junho - Centro Cultural Padre Eustáquio, 20h

EBPD20222-88.png
EBPD2022-87.png
EBPD2022-85.png

“Danças e estereótipos - transbordando limites

com Mônica Ribeiro, Nathane Nathânia, Negona Dance

03 de junho - Centro Cultural Padre Eustáquio, 20h

EBPD2022-88.png
EBPD2022-89.png
EBPD2022-90.png
 

EQUIPE DE CURADORIA

Gui Morais

Untitled-1-03.png

Coreógrafo, integrou o Grupo Oficcina Multimédia, Grupo Trampulim, Companhia Suspensa, Meia Ponta Companhia de Dança, foi bailarino convidado da Quik Cia de Dança (Brasil), Grupo Oito (Alemanha) e do coreoógrafo Xavier Le Roy (França). Em Buenos aires, dançou na "La oTra compañia de baile", foi assistente de direção da Viviana Lasparra e Gabily Anadon, ganhou o prêmio “dança política”, desenvolveu o espetáculo “El Milagro” e participou do “Futuro Transgênero”, grupo de militância trans. 

 

Em 2011 retorna a BH e funda a plataforma cultural This is not, na qual vem desenvolvendo diversos projetos, com destaque para o pioneiro Dengue Duelo de vogue, o primeiro da América latina. Também realiza espetáculos, performances, residências e estudos em dança contemporânea. Em 2018 fundou a primeira "Escola Indisciplinada” de arte em BH. Neste mesmo ano criou o programa “Estufa em Movimento” em parceria com a Be.Green.  Em 2019 criou O PIIM - Programa Intensivo de Investigação e Montagem em parceria com o CRJ -Centro de Referência da Juventude.

Cyntia Reyder

Untitled-1-05.png

Natural de Ipatinga, iniciou seus estudos em dança em 1985 atuando como bailarina e a partir de 1992 como professora. Reside em Belo Horizonte desde 1994 e atualmente ministra cursos e workshops do Método PorUmPonto, desenvolvido por ela há mais de 12 anos. É Diretora, Coordenadora e Produtora de Projetos Artísticos em Dança e Artes Integradas, Arte-Educadora, Professora de Dança, Coreógrafa, Bailarina e Pesquisadora Corporal.

 

Bacharel em Design Gráfico pela UEMG, é graduanda em ensino e Pesquisa no Campo da Arte e Cultura pela Escola Guignard. Em 2014 esteve no Festival Potlatch na França, com o solo Desassossegada - sob a Direção de Ana Maria Fernandes, onde ministrou também oficinas de dança. Foi professora de dança no Programa Valores de Minas a partir de 2008, atuando como coordenadora desta área de 2010 à 2015. 

 

Foi Educadora de Dança na Ong Corpo Cidadão, de 2006 à 2012, sendo convidada por esta Ong para representá-la na Holanda em 2008, no Festival Swing-On 2. É Educadora de Dança no Instituto Unimed BH, pela parceria com o Studio Núcleo Artístico desde de 2009. Foi Bailarina e Assistente de Ensaios do Camaleão Grupo de Dança de 1999 à 2004 e Bailarina em 2007 e 2008. Foi bailarina da Cia. de Dança do Palácio das Artes em 2005 e 2006.

Dudude Herrmann

Untitled-1-04.png

Vive e trabalha entre Belo Horizonte e Casa Branca. É artista de dança. Atua nas especificidades da cena como intérprete, coreógrafa, professora, improvisadora, performer, diretora de espetáculo, escritora, produtora e curadora. Faz parte da geração dos anos 1970, pertenceu ao Grupo TransForma (de 1971 a 1984), estudou no TransForma Centro de Dança Contemporânea.

Dirigiu o EDH - Estúdio Dudude Herrmann de 1992 a 2009. Criou a Benvinda Cia De dança onde atuou como intérprete, coreógrafa, diretora e produtora de 1992 a 2007. São trabalhos desta companhia Arrotos Desejos 1992, Plus- intersecções barrocas em andamento latino (1993) Iphigênia (1996). Ganhou diversos prêmios. Em 2003 foi contemplada pelo Programa Bolsas Vitae de Artes com sua Pesquisa Poética de um andarilho, a escrita do movimento no espaço de fora. 

Em 2011 lança o livro “Caderno de Notações- a poética do movimento no espaço de fora”. Seu trabalho tem sido estudado para dissertações de mestrado e Teses de Doutorados. Em 2019 lança seu segundo livro “Ela sentou na cadeira”. Segue em trabalhos solos, escritas e promove ações em seu Atelier de artista localizado em Casa Branca-Brumadinho/MG Brasil. Atua como diretora  e coreógrafa em trabalhos de artistas, artista colaborativa, interessa cada vez mais pelas conexões arte x vida.

Tiago Gambogi

Untitled-1-06.png

Tiago Gambogi é bailarino, ator, coreógrafo, pole dancer, clown e co-diretor da companhia de dança / teatro físico F.A.B. – THE DETONATORS, junto com Margaret Swallow (Brasil / Reino Unido). Pós-graduado em dança contemporânea pelo The Place/LCDS, Londres. Ao todo participou de 25 espetáculos, 10 filmes, 10 direções, apresentou-se em 15 países. Vencedor do prêmio em dança da Revista Venue Magazine (Inglaterra) por três vezes consecutivas, melhor Pole Comedy no Pole Theatre UK. 

 

Criador do Projeto Trans-Amazônia www.transamazonia.wordpress.com e de diversas performances ativistas com foco em questões ambientais. Desenvolve pesquisa em teatro físico há mais de 20 anos. Também ama filmes de todo o mundo e todas as épocas, experimentações culinárias, criar fantasias excêntricas com materiais reciclados no carnaval e sobretudo, o Sol!

organização

org-05.png

Lu Senra

Empresária e atua no mercado de Pole Dance e Circo desde 2014. Trabalha como artista, professora, treinadora, produtora e gestora de projetos ligados à educação corporal e valorização da dança e do circo. Especialista em gestão estratégica de Marketing (UFMG e PUC Minas), desenvolve trabalhos em comunicação para iniciativas públicas e privadas. Lu também é uma grande entusiasta das artes culinárias, joga tarot, ama gatos e dormir até tarde (quando pode).

org-07.png

Leticia Oliveira

Bacharel em Dança pela Universidade Federal de Viçosa e pela Universidade Técnica de Lisboa. Pós-graduada em Arte da Performance pela Faculdade Angel Vianna- RJ. Sócia do Pas de Quatre Centro de Dança, certificado e membro do Conselho Internacional da Dança/ UNESCO. Bailarina, coreógrafa, performer, poledancer e professora de Dança. Organizadora do Campeonato Mineiro de Pole Dance.

org-06.png

Tiago Gambogi

Tiago Gambogi é bailarino, ator, coreógrafo, pole dancer, clown e co-diretor da companhia de dança / teatro físico F.A.B. – THE DETONATORS, junto com Margaret Swallow (Brasil / Reino Unido). Pós-graduado em dança contemporânea pelo The Place/LCDS, Londres. Ao todo participou de 25 espetáculos, 10 filmes, 10 direções, apresentou-se em 15 países. Vencedor do prêmio em dança da Revista Venue Magazine (Inglaterra) por três vezes consecutivas, melhor Pole Comedy no Pole Theatre UK. Criador do Projeto Trans-Amazônia www.transamazonia.wordpress.com e de diversas performances ativistas com foco em questões ambientais. Desenvolve pesquisa em teatro físico há mais de 20 anos. Também ama filmes de todo o mundo e todas as épocas, experimentações culinárias, criar fantasias excêntricas com materiais reciclados no carnaval e sobretudo, o sol!

Tetê Procopio

Tetê Procopio é jornalista e desde 2010 trabalha em projetos culturais. Já fez assessoria de imprensa para festivais, bandas, grupos de dança, teatro e circo. Publicou matérias no jornal O Cometa e fez uma série de reportagens sobre o carnaval de rua para a Híbrido.cc. Criou o programa de rádio Dzzz e produziu a web TV Queijo Elétrico. Foi produtora da Rádio UFMG Educativa. Fundou a Pulo, na qual fazia produção e comunicação para projetos artísticos; criou o festival Traço - Música e Desenhos ao Vivo. É apaixonada por pole dance e já até arriscou se apresentar em alguns campeonatos por aí!

 

CONTATO

Seus detalhes foram enviados com sucesso!